Dia a Dia, Hiperglicemia, Saúde

Novos controles, novas contas.. de novo!

Sempre tenho essa impressão: quando nos acostumamos com algo novo, precisamos aprender a nos adaptar com alguma outra novidade. Faz bem para a cabeça, espero…

Depois do último post, começamos a aplicar a primeira mudança passada pela nova médica. Foi ótimo para começarmos a contagem de carboidratos mais seriamente, mas mesmo assim a gangorra dos números continuou. Passei a tabela para a médica uma semana depois, fizemos ajustes… Vieram as festas de final de ano, férias dos esportes,  praia, ou seja, fora da rotina padrão, mas deu para sentir a mudança, mas mesmo assim, mais altos do que baixos…

Enfim, tivemos o retorno dia 14 agora, e a pediatra já estava com uma nova rotina preparada para nos passar, com base neste primeiro período de adaptação:

  • mudamos de 6 un para 10 un a quantidade da insulina Levemir pela manhã. Mantivemos as 4un à noite. Isso porque pelas contas que fizemos, estávamos aplicando quase mais Novorapid do que Levemir, o que não é o correto…
  • Abolimos a tabela para correcão da glicemia como conheciamos até agora, com intervalos de glicemia decorados para calcular a dose de correção:  começamos a usar uma regra de 3, com base no fator de sensibilidade dele (=100).

Apenas explicando o que é este tal FATOR DE SENSIBILIDADE: 1800 dividido pelo total de insulina que se toma no dia. O resultado, no caso do Gui, 100, indica que 1u de insulina diminuirá 100 mg de glicose.

Funciona assim: numero da glicemia – 100/100 = qtde de insulina que temos que fazer para corrigir nas refeições principais. Lanche mantemos sem correção, a não ser que esteja muito alto.
E a contagem de carboidrato alteramos um pouco tambem: 1 un para queimar de 30g a 45g de CHO, 2 un entre 45 e 60g, e depois mantemos mais 1 un para cada 30g adicional. Santa matemática batman!!!

Os 3 primeiros dias, conforme previsto pela pediatra, foram um caos, porque o corpo dele ainda precisava de adaptar com menos correção e mais insulina basal… ficamos com glicemias em torno de 200 durante quase todo o dia, menis em jejum que estava ótimo.

Agora, desde sexta, voltamos com média de 100 mg/dl!! Depois eu posto a tabela desses dias, ficamos de manter ainda até terça para ver se faremos algum ajuste ainda.

Além de melhorar o controle, o objetivo disso tudo é facilitar a explicação para outras pessoas que cuidam dele, como avós paternos, tia, pai..

Vamos lá, tomara que dê certo… até a próxima mudança!
Força, sempre!
Bjos

One Comment

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *