Começo, Diabetes, Superação

Essa semana foi meio caos, acabei sumindo, né? Minha garganta resolveu dar show de horror, estou no anti-biotico, anti-inflamatório, uma delicia…..aqui em casa é assim, a gente alterna!!! rsrsrs

Lembram que outro dia fomos na praça aqui perto de casa conhecer a Isadora e seus pais, Vanessa e Leo? Então, recebi esses dias o depoimento da Vanessa, contando sobre o primeiro mês de diabetes. As coisas vão se acertando…..

O depoimento está aqui.

Amanhã é feriado, ainda estou vendo o que faremos por aqui, ou se vamos viajar…vou contando, prometo!

Força, beijos.

Começo, Dia a Dia, Diabetes

É, a diabetes realmente está por aí, em todo lugar, nós é que não prestamos atenção até que acontece dentro de casa.

Essa semana recebi, através do Contato do blog, um email emocionante da Renata, mãe da Malu, 5 anos, diabética há 1 ano e da Mafe, de 1 ano (fizeram as contas, né??). E como a maioria das histórias que conhecemos por aqui, foi uma descoberta complicada, com a Renata grávida de 7 meses da Mafe!!! Só de imaginar isso, quando fui lendo o email, me deu um nó na garganta…fico pensando que a gente não pode reclamar nunca do que acontece com a gente, porque um dia ainda vai conhecer alguém que passou por dificuldades ainda maiores….sei lá…

Trocamos alguns E-mails e ainda aprendi mais uma: na sexta-feira, a Malu acordou com febre, vomitando e depois de 4 vezes, apesar de marcar 120mg/dl no aparelho, foram para o hospital porque ela estava com sintomas de hipo severa, super pálida e caidinha….os médicos disseram que é normal, quando ocorre uma desidratação, o aparelho não fica mais confiável, ou seja, vomitou mais de 2 vezes em um curto período de tempo, o melhor é já ir para o hospital para que cuidem o quanto antes…. Alguém mais já passou por isso??

Elas ainda não conhecem outras crianças diabéticas, então pensei que aqui seria o lugar perfeito para começar!!! Com o Gui, com a Vivi, a Isadora, a Luana, o Igor, a Sophia….. Acho que está na hora de marcarmos logo um novo encontro, porque 1 sábado apenas na ADJ não vai dar conta!

A história delas, contada pela Renata, está aqui.

Conto as novidades do Gui mais tarde!

Força pessoal, SEMPRE!!!! Beijos.

Começo, Dia a Dia, Hiperglicemia, Superação

Eu sei, para os mais “veteranos” em diabetes, já é super normal aplicar Novorapid todo dia, mas aqui em casa ainda não. Eu já estou me acostumando com isso, mas meu pai ainda não…..sinto que ele sofre com a possibilidade da “Lua de Mel” estar chegando ao fim, com o fato dos números já não estarem assim, uma Brastemp, e por ser ele que está com o Gui na hora do almoço e no jantar, sobra para eles as principais medições, e consequentemente, as tais aplicações de Novorapid.

Hoje o Gui teve fono de manhã e o lanche atrasou, foi às 11h e não às 10h como de costume. E além do yogurt comeu uma maçã também…medição antes do almoço (12:30h) = 223 mg/dl. Meu pai me ligou querendo atrasar a entrada na escola, querendo segurar até um pouco mais tarde…..não deixei, porque já aprendi que não é pra prorrogar um número alto, sem necessidade. Senti que ele estava preocupada depois do episódio de ontem e sugeri que aplicasse uma única dose, e não duas como seria o certo. Medição na escola, às 15h = 142 mg/dl, ou seja, de dia podemos usar a tabela normal….

Lógico que o lanche d escola foi um pouco mais reforçado, já com medo de queda brusca, e a chegada em casa foi de 230mg/dl. Dessa vez meu pai não me ligou…rsrs. Optou por dar banho no Gui antes do jantar e meia hora depois estava com 170 mg/dl. Ponto pra ele, aplicou apenas uma dose de Novorapid e a última medição agora deu 98 mg/dl. Ótimo, leite e fatia de bolinho e já está sonhando aqui do meu lado…..é isso, um dia de cada vez.

Hoje eu recebi um E-mail através do contato aqui do site, de uma mãe “nova” de diabetes, da filha de 5 anos. Estamos trocando E-mail, e se ela concordar, conto a história aqui depois, porque acho muito válido essa nossa troca de informação…..Fiquei na verdade um pouco espantada com a repercussão do blog, e quanto esse espaço pode ajudar outras pessoas, mesmo que seja apenas para mostrar que não estamos sozinhas.

Força pessoal, um dia de cada vez, ok? Beijos.

Alimentação, Começo, Diabetes, Saúde, Vitórias

Não consegui escrever ontem, enxaqueca daquelas, mas vamos às novidades pós consulta com a pediatra do Gui:

(OBS: vale lembrar, novamente, que o descrito abaixo vale para o tratamento do Gui! Consultem seus médicos, pelo amor dos Deuses!!!)

– Não vamos iniciar a contagem de carboidratos ainda, pois como estamos bem equilibrados com os números, vamos deixar um pouco mais para frente. Fiquei de enviar à ela um relatório detalhando dois dias de alimentação dele, e mais um dia de final de semana, para que ela diga aproximadamente quanto ele está comendo, só para já termos uma idéia;

– Vamos deixar de ser tão “econômicos” na aplicação da Novorapid (ainda bem que meu pai também estava na consulta, senão era capaz de “ficar na dúvida”…rsrsrs). Lógico que manteremos a atividade física diária, mas aquela história de ficar correndo pela casa para baixar número alto pré-jantar, vai acabar. Além de não ser bom ficar muito tempo com a glicemia alta (acima de 150), por dar mais chance da hemoglobina glicosilada ficar alta, quanto mais cedo aplicarmos a Novorapid no período da noite, melhor. Assim evitamos que ela continue agindo perto da hora de dormir, o que poderia causar uma hipoglicemia noturna;

Noite: posso parar de ficar turbinando o lanche noturno dele, para evitar as hiperglicemias da madrugada, o que também não é bom. Se a glicemia estiver acima de 100 mg/dl, posso dar apenas o leite ou yogurt. Lógico que não é para deixar a criança com fome, mas vamos tomar mais cuidado para não ficar aumentando a glicemia sem necessidade – eu fiz um acompanhamento dos números às 3h da manhã, por uma semana, e mesmo dormindo com 82, sem lanche extra, mediu 118 às 3h e acordou com 83, por exemplo (depois coloco a tabela toda!);

– Não aplicaremos a Novorapid nos lanches da manhã e da tarde, apenas em casos de números muuuuuito altos. Vamos continuar medindo na escola, para controle e para que a escola esteja envolvida no processo, mas deixaremos para fazer a correção, caso seja necessário, antes do jantar (já vi alguns comentários aqui no blog, de mães que fazem o mesmo, né?);

– Não preciso dar suco normal quando der número baixo antes de alguma refeição, pois ele já vai comer. Só preciso corrigir hipo quando estiver fora do horário de alimentação dele, pois nas vezes que demos um pouco de suco normal antes do almoço quando estava por volta de 50 mg/dl, a próxima medição acabava com hiper….

– Caneta de meia dose: vamos sentir agora, usando mais a Novorapid, se será necessário usar meia dose, ou se doses inteiras resolvem;

Sobre o ouvido: graças à Deus foi só uma otite externa, só estava um pouco avermelhado e estamos tratando com remédio local. Levei os exames que tínhamos feito no começo do ano, raio x e audiometria, e a adenoide está em tamanho normal e a quantidade de secreção que existe no ouvido dele, NÃO JUSTIFICA CIRURGIA!!!!!! Eba eba! Como agora precisamos evitar xaropes expectorantes, pois são todos doces, vamos passar o inverno fazendo inalação e pingando remédio no nariz. E SÓ!! Alívio master, uma coisa menos na vida agora, né?!?

Algumas fotinhos de hoje: ele estava mega cabeludo, foi almoçar com o pai e aproveitaram para cortar o cabelo!! Gatíssimo, adorei, cara de moleque!!!

We cannot display this gallery

Os próximos exames serão em agosto, e até lá, vamos continuar fazendo o possível para continuar controlando essa tal diabetes, para manter números tão bons como agora!!

Obrigada pelo apoio nas mensagens, sempre.

Força, beijos

Começo, Dia a Dia, Hiperglicemia, Superação

Durante o final de semana o Léo ligou para tirar algumas dúvidas, o que achei bom…sinal que superamos a barreira da falta de comunicação no quesito Diabetes!

O números foram bons, falta ainda se acostumar com as medições do lanche da manhã e tarde, mas como só fica com ele um final de semana a cada 15 dias, é normal que leve um tempo para pegar a rotina, né? Até banho esqueceu de dar nesses dias, imaginem só!! rsrsrsr

Amanhã de manhã, se tudo der certo com nossos horários, faremos os tais primeiros exames de rotina para levar na médica, porque semana passada foi muito corrida e não consegui. Estou ansiosa para saber como estão as coisas, comparar com os exames do hospital. Conto tudo depois!

Uma ótima semana para todo mundo.

Força, beijos.

P.S: Hoje o almoço dele foi só uma hora depois do lanche e acabaram não aplicando a Novorarip (tava 166), e acho que com o acúmulo do almoço mais lanche, agora no pré-jantar deu 196. Se ele não estivesse com fome até esperava, mas a Novorapid existe para isso, né?!?!

Começo, Diabetes, Emocional, Hospital, Superação

Hoje recebi mais um depoimento, de uma nova leitora do blog, a Débora, mãe da Luana, de 2 anos e 3 meses, diabética há 6 meses.

Mais uma pessoa para nos ajudar com informações e troca de experiências, principalmente porque lendo o depoimento eu me identifiquei muito com a história do Gui…

“…a Luana sempre foi uma criança saudável, apenas umas raras gripes , mas em outubro do ano passado minha mãe  que já foi enfermeira achou a Luana bebendo muita água e fazendo muito xixi…”

“…foi internada na UTI quase entrando em coma, foram os piores dias que vivi, ficamos uns 10 dias no hospital.”

O depoimento completo está aqui.

Não sei se server de consolo, mas a Luana não está sozinha! Vamos juntar todas essas crianças logo para que vejam como as outras lidam com a diabetes, como medem o dedinho, como aplicam a insulina?!?!

Força sempre, beijos.

Alimentação, Começo, Diabetes, Escola, Hiperglicemia, Hipoglicemia

Hoje o dia amanheceu normal, com 93mg/dl, mas foi virando um mooooonte de novidades: na verdade acordamos um pouco mais tarde hoje, porque esqueci de colocar o relógio para despertar…na hora do lanche: 240 mg/dl. O Gui soltou a seguinte frase para meu pai: ” claro que está alto vovô, é porque eu não estou com fome, então não preciso lanchar”. Pois é, ele já entendeu que se dá um número alto e ele não está com muita fome, não precisa tomar a isnulina rápida, porque depois desce sozinho….(lógico que com o tempo vamos perder esse hábito de poupar espetada e fazer o que é preciso para que o número não fique alto muito tempo).

Bom, pedi para meu pai medir lá pelas 11h de novo e dar pelo menos um suco light, só para ele não ficar sem comer nada. Acabou caindo na conversa de falta de fome do Gui, não comeram nada e antes do almoço: 59 mg/dl. Almoço caprichado para compensar e……me ligaram da escola: a medição deu 198 mg/dl, o que fazemos? Como não ensinamos a aplicação ainda, corre vovô Célio na escola para aplicar (fica na mesma rua de casa!).

O Gui estava na sala da coordenação, deixou aplicar numa boa, mas sem a coordenadora ver, porque não quis que ela visse seu bumbum…mereço! Ainda estou tentando que ele deixe aplicar em outro lugar, mas até agora nada.

Bom, liguei para a pediatra para confirmar uns exames que faremos essa semana, aproveitei para contar da escola e aprendi mais uma: (LEMBRANDO QUE ISSO VALE PARA A ROTINA DO GUI, NÃO É PADRÃO PARA NINGUÉM!!) não vamos aplicar insulina na escola, principalmente com alguém indo até lá. Vamos manter a rotina dele normal na escola, apenas com as medições. Se ele mantiver números altos nos próximos 3 dias, aumentaremos a dose da insulina da manhã, e pronto. Manteremos as correções com Novorapid nas refeições principais, ou seja, almoço e jantar. Ou seja, mesmo que dê por volta de 200 mg/dl no lanche da tarde, ele pode comer normal, e quando chegar em casa, aplicar a insulina corretiva antes de jantar.

Preciso dizer o quanto meu pai ficou feliz/aliviado/tranquilo?!?!?! rsrsrs

Pré jantar = 103 mg/dl e pré ceia = 85 mg/dl (tomou leite e comeu uma fatia de bolo light antes de dormir).

Olha, acredito nas trocas de experiências e informações e valorizo isso todos os dias, porque apoio como este que estou tendo por aqui (e pessoalmente também), não tem preço! Do mesmo jeito que confio 150% na Dra Regina, que nos conhece há 5 anos, e que é endocrino. Por isso, de novo, o que eu conto aqui sobre quantidade de insulina e freqüência, se aplica ao Gui. Dúvidas, falem com seus médicos!! 🙂

Outra informação importante que peguei com ela hoje: nossa meta antes de dormir é que a glicemia esteja entre 70 mg/dl e 130 mg/dl. Acima disso, podemos comprometer a tão temida glicemia glicosilada, que alías, vou saber a quantas anda essa semana. Estávamos buscando sempre um número mais alto, próximo de 200 mg/dl, mas não é necessário. E comprovei isso no sábado, quando ele foi dormir com 70, estava com 103 às 3h da manhã e acordou com 93, sem nenhum alimento adicional. Boa sorte pra gente!

Outra novidade do dia: recebi um novo comentário no blog, de uma nova visitante, a Bruna, diabética tipo 2 que decidiu contar um pouco da experiência dela na página de Diabetes Tipo 2. Seja bem vinda Bruna, informações novas são sempre bem recebidas!

É isso. Vamos ver como fica amanhã e conto depois.

Força, beijos.

Começo, Diabetes, Dicas, Saúde, Superação

Ontem entrei no site da Roche, que disponibiliza uma área no site para informações sobre produtos e dicas para diabéticos. Já me cadastrei pra receber informações por E-mail e achei um texto bacana sobre cuidados com crianças diabéticas. O texto todo está aqui, mas segue um trecho que achei legal divulgar:

Dicas para cuidar de crianças pequenas

  • Preste muita atenção no seu filho. Há coisas que ele/ela não entende muito bem
  • Escolha as palavras com cuidado. Não diga que as leituras do açúcar no sangue estão “boas” ou “más”, em vez disso use “altas”, “baixas” e “normais”.
  • Parabenize seu filho por ser corajoso quando chegar a hora de fazer o teste ou aplicar a injeção.
  • Transforme os horários do teste e das injeções em um momento caloroso e afetuoso. O abraço depois de um teste de açúcar no sangue pode ser bem demorado.
  • Deixe a criança participar escolhendo um dedo para fazer o teste ou esfregando o local após o teste.
  • Faça regularmente um rodízio dos locais de aplicação da injeção. O ideal é não injetar no mesmo local mais que uma vez a cada 30 dias.
  • Deixe tudo pronto antes do teste. Faça com que o processo seja rápido e calmo. Quanto menos você se chatear com isso, menos seu filho ficará chateado também.
  • Fale com seu médico para criar um plano de alimentação, testes e medicação ideal para seu filho.”

É isso, qualquer novidade que eu for achando por aí, vou compartilhando com vocês, ok?

Força, beijos.

P.S.: Gui foi ver meu pai tocar (flauta) em uma missa, e chegou dormindo. Arrisquei aplicar a NPH assim mesmo e deu super certo: na perna, nem se mexeu! Ufa!

Começo, Dia a Dia

Ontem foi a primeira vez que o Gui dormiu fora de casa, depois da Diabetes, na casa dos avós, onde o pai dele está morando…..

Lógico que ainda fico em estado de “alerta”, porque ainda que ele saiba toda a parte teórica, e faça as aplicações direitinho, o jogo de cintura para decidir o que fazer em algumas situações “que não estão no caderninho”, ele ainda está “pegando”. O que importa é que agora ele está com vontade de saber mais, pois PRECISA aprender bastante para poder passar um final de semana todo com o Gui, e principalmente, precisamos conversar para trocar informações….E está dando certo. Acho que não há mais dúvidas de que somos melhores ex-marido/mulher do que como casal!! rsrs

Ele já saiu daqui jantado e antes de dormir o dextro deu 72: conversamos no msn e além do leite sugeri um pão e mais uma fruta….e sugeri que ele medisse depois de 3h pra ver se estava tudo bem, e se estivesse baixo, novo leite, assim não precisaria acordar de madrugada para medir. Como dormiram tarde, o Léo preferiu colocar o despertador às 3h e medir. Deu 80, acordou o Gui e deu um copo de leite. Às 8h, o dextro foi de 79. Ponto para eles! Eu ainda não sei o quanto uma glicemia de 80 aguenta em termos de tempo: se sem tomar o leite de madrugada ele teria acordado com só um pouco menos, ou com 40! Na dúvida, melhor não arriscar…

Depois os números se mantiveram nessa média: 73, 78 e 113 (ainda falta o jantar e a ceia).

É isso. Com o tempo a confiança vai aumentando e eu continuo defendendo a bandeira do diálogo: ninguém é obrigado a saber tudo, contanto que tenha interesse sempre em aprender e humildade para perguntar quando tiver dúvidas.

Seja bem vindo de volta ao blog e boa sorte com a nova rotina!

Força sempre, beijos.