Escola

Kit sobre diabetes para escola – IDF

Ter ou não informação é o que faz a diferença quando convivemos com diabéticos, principalmente crianças. Que tipo de informação a escola do seu filho, do seu sobrinho, do seu neto, tem sobre os cuidados que eles precisam? E os pais dos amigos dele, sabem o que fazer quando ele precisar de alguma coisa, no dia que dormir na casa deles??

 

Continue Reading

Emocional, Escola

Lidando com provocações….

Eu lembro bem da sensação ruim que sentia cada vez que me chamavam de girafa na escola, ou de Olivia Palito, principalmente se era da turma do menino que eu gostava (sempre era)…. crianças sempre foram cruéis com apelidos, provocações, não é de hoje… Sobrevivi, feliz, e hoje sou eu quem faz piada dos meus 8km de pescoço. E ser magra hoje está longe de ser um problema.
Continue Reading

Escola, Hipoglicemia, Vitórias

Eu estava devendo este post desde o final de junho, mas pra variar, tem sido corrido por aqui.

O Gui sempre ia nos passeios de meio periodoa da escola: almoçava em casa, insulina e ia para escola normalmente. Mediam a glicemia normalmente no lanche, quando não precisam corrigir, e voltava na hora do jantar. Período normal de aula. Só que os passeios de dia inteiro ele nunca tinha ido, porque nunca tinha ensinada ninguém como aplicar insulina… e por medo mesmo, insegurança, por achar que não iam prestar atenção nele como precisa, blá blá, blá…

Só que em junho surgiu este passeio na Sitiolandia, um lugar bacana cheio de atividades, e por ele já estar maior e já prestar mais atenção nas coisas, sabia do passeio. Ficou com vontade de ir. Conversei com meu pai, meu super conselheiro, e eacho que ele ficou mais inseguro do que eu… mas topou e foi na escola um dia ensinar como aplicar.

Na festa junina, que foi antes do passeio, conversei com uma das monitoras da escola, a Gina, uma graça e super esperta. A vantagem da escola do Gui é que é pequena, tem uma classe por série, então ele não é um número de matricula, é uma pessoa mesmo…. Bom, estava na hora do almoço e já fiz a menina aplicar nele. Passado o susto inicial, e graça do Gui falando “socorro, ela vai me matar”, com a cara mais safada do mundo, deu certo. Indiquei o bumbum por ser mais fácil para quem não está acostumado, eu acho..

7h da matina na escola. Meu pai foi junto, imagina se ia perder. Eu já tinha escrito uma cartinha falando que o mais importante era prevenir hipos, então que medissem a cada 2h/2:30h no máximo. A Gina estava com um celular, e nos falaríamos a cada medição, certo? Quase… o lugar fica na cantareira e nao pegava celular! Ligaram da escola umas 10h, informando que só teria radio para ela se comunicar com a escola e que me ligariam para intermediar.. nao né? cade o telefone fixo do lugar?? Pedi para me ligarem de lá. Deu certo.

Resumindo medições: as duas primeiras deram abaixo de 50, uma 34! E nem fazia 2h da comida. É que o lugar realmente era cheio de atividades e o moleque não parava. Até a hora do almoço ficou baixo e depois normalizoou na faixa dos 100mg/dl. No lanche da tarde já nao me ligaram, normal e chegou bem e feliz.

Sim, coração apertado o dia todo. É difícil tomar a decisão de deixar seu filho crescer… com ou sem diabetes, imagino!
O importante é que venci este medo, e foi importante para ele também.

Vamos aprendendo um pouco todo dia…

 

 

Alegrias, Emocional, Escola, Exames, Saúde, Superação, Vitórias

Tem hora que cansa, que dá vontade de pular medição, de liberar a comida o dia todo…… mas você volta pro mundo real e faz o que precisa ser feito para que seu filho possa ter a vida mais normal do mundo, apenas controlando o dia a dia…..

E quando você entra na internet para pegar os resultados dos exames e vê que está tudo normal, mesmo que o resultado mais importante esteja na última página…. o coração fica feliz, e você tem certeza que apesar do sacrifício que fazemos muitas vezes, saber que ele está com a diabetes controlada VALE TUDO!!!!!

A1C = 6,9% !!!!!!! Já estávamos felizes com o 7,2% da última vez… agora é manter!

Hoje ele teve a primeira prova da vida! Até semana passada nem sabia o que era: “são exercícios que você tem que resolver sem olhar em lugar nenhum…”, eu disse. Ah tá…. Fiz um “simulado” com ele hoje, usando exercícios de livrinhos de atividade, achou legal, mas quando acabou estava com 240mg/dl! Disse que ficou nervoso!
Já comecei a relaxar o bichinho, porque se na primeira ficou assim, socorro! Ligou agora depois da aula e disse que foi fácil, mas que ficou nervoso do mesmo jeito… rsrsrs

Vocês também notam diferença de glicemia em dia de prova??

Obrigada pela torcida, estamos sentindo por aqui!
Bjos, força pra sempre!!!

 

Alegrias, Escola

Sou daquelas que acha que podemos comemorar dia das mães qualquer dia, todo dia, mas acho gostoso a preparação do Gui na escola, para a festa, porque ele chega em casa uma semana antes falando que está ensaiando, que meu dia está chegando…. gosto desse cuidado dele.

Hoje acordei com ele me dando o presente que o Lindo comprou para darem juntos! Melhor ainda quando o presente é exatamente o que você está querendo! Piscina depois, almoço delicia na sogra, tarde gostosa e agora esperando o jantar com a minha mãe.

A festa na escola ontem foi otima, uma música da sala dele e outra com TODAS as crianças da escola… pode parecer bobeira, mas ainda me emociono. Principalmente porque ele sempre fica meio imóvel nas danças, e agora faz tudo!!!

Feliz Dia das Mães para todas que passam por aqui. Feliz VIDA de mães para nós todas.

Ele está no meio do vídeo… de jaqueta jeans, dançando com uma amiga de vestido cinza!! rsrsrs nao tinha lugar mais perto!

Os melhores amigos!

Força, alegria e bjos!

Dia a Dia, Escola

Ontem me ligaram para uma reunião na escola. Como ele muda para o primeiro ano agora, coisas novas vão acontecer…

O horário do lanche vai ficar 40 min mais tarde, e ele terá duas aulas de educação física por semana, logo no primeiro horário, então a coordenadora quis conversar sobre a rotina do Gui. Achei bacana. E achei melhor ainda que a nova professora dele tem irmão e sogra diabéticos…. pedi desculpas por ter achado isso bom, mas ela entendeu o que eu quis dizer…

Finalmente este ano vou ensinar aplicação de insulina para eventuais passeios fora da escola, porque o Gui ficou de fora de todos os eventos que duravam o dia todo… por medo meu, confesso, mas estou decidida que 2011 será um novo ano! Ele já está ficando mais independente em várias coisas…crescendo.

Estamos felizes. Estou ficando mais calma com os novos números, mais próximos da meta…. vai dar tudo certo!

A nova sala dele!

Força, bjos

Escola, Hiperglicemia

Nada contra o Gui em casa, se acabando de brincar com meu pai, mas esse mês foi meio chato em relação aos controles. Altas sem explicação, insulina fazendo mais efeito do que deveria, comida errada nos finais de semana, um verdadeiro teste para paciência!!

E como quando eu reclamo ou peço mais atenção sou a culpada por não ter dado informação suficiente, vou comentar algumas coisas que percebemos neste mês, quem sabe ajuda alguém que tenha interesse em aprender, não é mesmo?!

Horários das refeições: sem o horário fixo da escola, foi tudo ficando para mais tarde: café da manhã perto das 9h, lanche umas 11h/11:30h, almoço depois das 13h, lanche perto das 16h/16:30h, jantar 19:30h e ceia às 22h. Não teria muito problema se a NPH aplicada de manhã não fizesse o pico de atuação sempre no mesmo horário, no meio da tarde. Ou seja, no horário “novo” do jantar, os números estavam sempre mais altos, e da-lhe Novorapid.

Lóoooogico que demorei para ter a idéia de aplicar a insulina da manhã um pouco mais tarde (9:30h e não às 8h), para testar, e na última semana deu certo e chegamos com números mais controlados à noite. Vou ver como fica nessa semana de volta às aulas para saber se volto ou não ao horário antigo.

Quantidade de Carboidrato por refeição (lembrando que isso foi passado pela pediatra do Gui, peço que confirmem as medidas de seus filhos!!):
– Café da Manhã: 60g de CHO
– Lanche da Manhã: entre 15g e 20g de CHO
– Almoço: 90g de CHO
– Lanche da tarde: 30g de CHO
– Jantar: 90g de CHO
– Ceia: 15g de CHO

Ainda não fazemos contagem de carboidratos rigidamente, mas com o tempo você aprende a olhar o prato e saber mais ou menos quanto tem ali, e temos a ajuda de uma tabela de consulta padrão (aqui tem uma bacana para baixar). Esses números funcionam normalmente quando ele toma o café por volta das 8:30h e depois vai comendo a cada 3h, porque o pico da insulina está no meio da tarde, onde ele não come muito.

Acontece que, se tudo for atrasar, e o almoço for praticamente no horário do lanche, não dá para manter essas quantidades como regra, porque o pico da insulina continuará sendo no mesmo horário, com uma quantidade de comida maior….

Por exemplo: se o almoço vai ser lá pelas 14:30/15h, o almoço precisa ser leve, e se ele tiver fome depois, basta medir depois de 2h e dar uma fruta, ou um queijo se estiver com numero alto. Pensando na tabela: se neste mesmo horário ele deveria comer apenas 30g de CHO e o almoço atrasou, comer 4 esfihas (44g de CHO), suco natural de abacaxi (+ ou – 30g de CHO) e sorvete normal (19g de CHO), totalizando + ou- 90g, com certeza fará com que a próxima medição fique em torno dos 300mg/dl.

Ah, o macarrão normal também é um vilão aqui em casa, por isso desde o inicio estamos dando integral e sempre um prato só. Sobremesa, fruta ou gelatina diet para compensar…

Hoje começaram as aulas, e os números foram normais, ele dormiu antes das 22h…espero que eu consiga recuperar este mês, pois já temos exames marcados para o dia 20 de agosto, e já estou esperando um A1C nas alturas….

Ainda estou atualizando os dados dele no Glicemias Online, para ter uma noção da média dele…Conhecem este site, onde você publica todas as informações diárias e visualiza relatórios?!. Para quem gosta de internet como eu, é uma beleza, fora que foi criado por um jovem diabético que estava cansado de planilhas de excell! Vale a pena, e é gratuito ainda por cima! Estão fazendo atualizações hoje, então se estiver fora do ar, voltem depois….

Ah, e para dar uma animada nas férias, mil pontos para a Evânia, moça que trabalha aqui em casa e fez uma torta de frango com o Indiana Jones em cima!!! Ela disse que o chapéu sumiu…rsrsrs

No final das contas é isso, não dá para descansar com a diabetes…precisa se envolver mesmo, aprender mesmo, pesquisar mesmo…afinal de contas, é interesse nosso que eles fiquem bem, não é?!?!?!

Força master plus, beijos!!

Escola, Hiperglicemia

Na primeira vez que ele teve um número alto na escola (acima de 190 mg/dl), meu pai foi até lá para aplicar, lembram? E depois, falando com a pediatra, achamos melhor não fazer a correção da glicemia na escola, deixar para antes do jantar, lembram? Já se passou um mês, eu acho, e hoje tivemos a segunda hiper!

O telefone tocou 15:30h, e como de costume, o coração pára por alguns segundos, para que meu ouvido fique bem atento ao que a professora vai dizer: Oi Joana, medimos o Gui e a glicemia dele estava em 228 mg/dl. Hein?? Almoçou normalmente, macarrão integral e 3 nuggets, de onde veio isso?? Bom, pedi para esperarem 5 minutos e liguei para a médica, só para confirmar se, com este número, manteríamos nosso combinado…sim, não aplicar na escola. Regula o lanche, dá só a fruta… e aqui abro um parênteses:

Hoje trabalhei de casa pela manhã, porque meu pai teve duas missas e minha mãe precisava de ajuda. Busquei na fono, tomou o lanche da manhã (yogurt e uma fatia de melão) e almoçamos juntos. Deu 87 mg/dl, comeu bem. Preparei a lancheira com amor e carinho: 1 bisnaguinha, 1 suco, 1 polenguinho e 1 bolacha recheada Bono.

Fecha parenteses.

Ou seja, justo hoje, diferente de todos os dias, não tinha um raio de uma maçã na lancheira…”aquela bolacha de chocolate, bem cheia de açúcar??” foi o que disse a pediatra quando eu contei tudo que tinha na lancheira. Optamos por dar apenas o suco e o pão.

Ele chegou da escola com 153 mg/dl e meu pai foi terminar o jantar antes de aplicar a Novorapid, e quando voltou, depois de meia hora, estava em 147 mg/dl. Como oficialmente ainda estava com o limite de 150 mg/dl na cabeça, optamos por não corrigir… quando a Dra. Regina me ligou, para saber como tinha sido a volta da escola (amo-a por isso!!), confirmou que podíamos sim ter aplicado, pois o número limite ideal é 120 mg/dl…Aproveitei para explicar que NUNCA mando a tal bolacha de lanche, que foi a primeira vez, e que não fico dando toda hora. É que essa bolacha é a única que o Gui vê no supermercado e olha com saudade, dizendo que é a preferida!!

Não resisti e deixo guardada para uma sobremesa especial, e dou 1!!! Ainda falo para ele comer beeeem devegar para curtir bastante. Fica tão feliz! E não deu nenhuma alteração das outras vezes. A sorte é que hoje ele nem viu na lancheira, não sentiu falta!

Foi dormir com 130 mg/dl. Amanhã é um outro dia, tudo de novo….é isso.

Força, beijos.

Alimentação, Dia a Dia, Escola

Ontem teve uma festinha na escola de novo, e hoje de manhã, quando perguntei como tinha sido, ele disse que foi legal, mas completou: Mãe, porque as outras mães sempre mandam doces que não são diets?? Assim não posso comer… A boa e velha discussão sobre lembrancinhas de festas. Falei que ia olhar o que tinha vindo e que daria o que fosse possivel.

Nada demais, umas balas, confetes, dá para comer…mas achei interessante o questionamento DELE. Por que a gente se perguntar isso é uma coisa, mas uma criança de 5 anos, né?

Hoje ele foi para a casa do pai e volta sexta-feira. Quem sabe o Léo se anima e me passa um E-mail amanhã contando como foi, e eu coloco aqui no blog, vamos ver.

Por enquanto é isso. Estou “apanhando” para configurar o novo endereço do blog (vai ficar chique!), mas logo logo terei novidades!

Força, beijos.