As primeiras perguntas

Ontem, antes da aplicação da NPH da noite, o Gui fez pela primeira vez a tão temida pergunta, depois de dizer que não queria que eu aplicasse: “mas mãe, eu vou ter que fazer isso todo dia? Não vai parar nunca?”

Engoli seco, porque meu rosto estava muito próximo ao dele, e se eu caisse naquela hora, talvez não conseguisse levantar depois. E ele precisa me ver de pé!

Expliquei que sim, que aplicar a insulina todo dia ajudava a controlar a quantidade de açucar no sangue, e que foi a falta desse controle que deixou a gente no hospital tanto tempo; que logo ele conheceria outras crianças que fazem o mesmo que ele todos os dias, e que perceberia que não está sozinho, que não é o único que tem essa tal diabetes…

Ele fez “tá bom” e me deixou aplicar.

É, quanto mais informação, mais segurança temos em falar com eles, né? Obrigada pela ajuda de vocês todos!

Força, beijos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *