Cicatrização X Diabetes

Esqueci de contar ontem, mas enquanto estávamos na praça, o Gui tomou um tombo básico, e fez um corte pequeno na mão (o joelho está ralado também, mas bem pouco, já com casquinha). Na hora passei álcool em gel, e em casa lavei com sabão e passei antiséptico umas duas vezes até dormir…E hoje idem. Colocamos um band aid pequeno, só para não ficar muito exposto na escola, mas quando cheguei do trabalho achei meio estranho, sei lá, não parece ter melhorado nada. O corte está largo, e meio aberto ainda….

Pesquisando com amigos no Facebook e no Google, percebi que realmente os diabéticos possuem um tempo diferente de cicatrização, mas em tudo que li, isso só acontece se os níveis de glicemia não estão controlados…e o Gui ainda está super equilibrado.

Agora ele dormiu (aliás, não deixou ainda aplicar a insulina na perna, como tínhamos combinado..), e passei um E-mail para a pediatra com a foto abaixo…não está muito boa, mas já ajuda….

Será que é exagero meu? Amigos (e familiares de) diabéticos , querem contar casos parecidos e o que fizeram para adiantar o processo?

Força, beijos.

OBS.: A pediatra já respondeu!!!

Joana,

As vezes não está “grudando” porque o local não favorece a cicatrização. Realmente quando a glicemia está descompensada a cicatrização piora, mas estando compensado não tem porque ser pior.

De qualquer forma vc pode usar uma pomada chamada fibrase que tem antibiotico e previne infecção secundária.

Bj

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *