Um Pirulito de Chocolate

Só porque hoje eu escrevi que estava tudo bem, que o Gui já estava adaptado, veio a novidade, um desabafo com o avô…

Teve festinha na escola (nem quis comer doce, comeu só parte do lanche dele, porque a medição deu 162, e completou com um risoles) e ele trouxe de lembrancinha um pirulito de chocolate, em forma de meia bola de futebol, PINTADA DE VERDE E AMARELO!!! Quis comer, mas meu pai pediu que ele me esperasse, para saber se podia, que não era sempre que dava pra comer chocolate, e tal….e daí veio a resposta: “eu preferia quando não precisava medir o dedinho toda hora, nem fazer a canetinha e eu podia comer de tudo!!” Não preciso dizer que meu pai ficou em pedaços, né?? Explicou que era assim mesmo, que ele não era o único que fazia essas coisas….

Cheguei bem na hora que ele estava acabando de comer a gelatina de sobremesa, parei na frente dele e disse: querido, mesmo que você não tivesse diabetes, eu não deixaria você comer um chocolate pintado de verde e amarelo, prefiro que coma chocolate de verdade. Quer uma bolacha de chocolate (Bono)?? QUERO!!! Mas quero duas, mãe…OK!

A glicemia agora deu 198, não é baixo, mas sem stress: tomou leite só antes de dormir e pronto, amanhã é outro dia.

Pode ser radical da minha parte, mas eu juro que prefiro dar algo que sei de onde vem, do que umas bombas sem rotulo, com mil corantes! E não é de agora, eu não dava antes. E não acho que ele seja menos feliz por causa disso…acho que extravasou um sentimento em uma hora que se viu limitado pela diabetes, porque não tinha reclamado nesse sentido até hoje. Não acho que foi a primeira, nem a última vez, mas vamos contornando como dá.

Já contei do encontro que teremos no domingo, e ele ficou super animado: vou conhecer mais amigos com diabetes?!?! Sim filho, você não está sozinho….NUNCA.

Força, beijos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *