Vários números inéditos!

Madrugamos hoje, 6:30h eu já estava de pé, e quando fiquei pronta acordei o Gui…fico com dó de acordá-lo tão cedo, mas precisavamos aproveitar carona dos meus pais até o metrô, pois hoje teve o encontro de crianças e familiares de diabéticos, na ADJ.

Como meu carro não está legal, tive a brilhante ideia de fazer uma coisa diferente, e andar de metrô com o Gui pela primeira vez: minha mãe nos deixou na estação Santa Cruz e meu pai ainda fez o favor de ir junto, para evitar que nos perdessemos…rsrsrs, sim, ando pouco mesmo, porque infelizmente ainda não tem estação perto de casa.

Teria sido prático, rápido e divertido, se o Gui não tivesse EMPACADO na porta do trem, chorando muito, dizendo que era muito rápido e que não ia entrar de jeito nenhum….se eu estivesse só com ele, acho que teria pego ele no colo e entrado de qualquer jeito, apesar do medo de acharem que eu estava sequestrando a criança…mas com meu pai junto, achamos melhor não forçar…pegamos um táxi até onde minha mãe estava, pegamos o carro, e meu pai nos levou. Santo Célio.

No início, ele ficou um pouco distante, não quis se envolver muito, mas logo se soltou. Além da Vivi e da Duda que ele já conhecia da internet, foi ótimo interagir com outros meninos e meninas que “também medem o dedinho” como ele. Até viu a Sofia, uma menina linda de 5 anos, diabética há 2, aplicando insulina no braço e comentou: a caneta dela é igual a minha!Bom, as fotos eu vou colocar depois, porque ainda não deu para baixar da maquina. Alías, a maioria foi tirada pelo Gui, que adora brincar de fotógrafo.

Na hora do lanche, a primeira surpresa do dia: dextro = 249. Hum…nunca deu esse número..efeito metrô, bem provável. Fortes emoções, sejam elas positivas ou negativas, alteram e muito os números. Apliquei 2 UN de Novorapid, seguindo tabela que usamos…mas esqueci de um detalhe, que a Nicole me lembrou depois: como não era antes de uma refeição “principal” (café, almoço ou jantar), eu poderia ter aplicado apenas uma unidade, pois a quantidade de carboidrato que ele come no lanche da manhã não é muito grande….resultado: 2h e meia depois, após muita correria na ADJ e uma zona dentro do carro com Vivi e Duda, chegamos ao Shop. Santa Cruz, onde meu pai me buscaria, com dextro = 40!!!! Lanche de novo, porque hoje tinha almoço nos pais do Léo….

Passei todas as coordenadas para o Léo, que me ligou anted do almoço: dextro = 306, já apliquei 2 Un de Novorapid….Mediu 2h depois, para acompanhar a queda, e antecipar o lanche, e deu 67…Veio jantar em casa, dextro = 58! E agora, antes da ceia, deu 115, ufa! Tomou leite, comeu uma fatia de bolinho e cama!!!

Se alguém ainda duvidava que as taxas são movidas, além de quantidade de açucar, às emoções do dia, aí está a prova!!

Falei com a pediatra, e pensamos em voltar para 4UN de NPH de manhã, mas vou fazer mais uma tentativa com a dosagem atual, pelo menos amanhã. Acho que hoje foi muita coisa nova ao mesmo tempo….conto novidades amanhã.

Força, beijos.

P.S.: Para não acharem que é exagero, e um simples passeio de metrô ser responsável por tantas mudanças, é que além disso, ontem falamos pra ele que o “papai não vai mais morar na nossa casa”. Sem entrar em muitos detalhes, em respeito ao Láo, mas já era assim há 9 meses atrás, pois estávamos separados desde que o Gui tinha 1 ano, e fizemos uma nova tentativa…não deu certo. Explicamos que éramos melhor amigos e ele disse que tudo bem, que ia voltar tuuuudo como era antes, cada um em uma casa. Lógico, que apesar de entender, o emocional altera, mas acho que em termos de humor, hoje foi um dia ótimo. Vai dar tudo certo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *