Tirando sangue!!

Bom, os resultados só saem amanhã, mas passei para contar rapidinho como foi essa manhã corrida:

Acordei mais cedo do que o normal com medo de deixá-lo muito tempo sem comer, mas mesmo assim, chegamos só às 8h no laboratório. Meu pai foi comigo e ficou até às 10:30h porque ia tocar em uma missa. Depois veio minha mãe buscar a gente. Familia unida…sabe como é, eu disse que poderíamos ir sozinhos, mas tive que ouvir que “não preciso passar por isso sozinha”. Amo muito!

Já começou com a atendente dizendo que o pedido médico tinha rasura na data e que a Medial não aceitaria….Eu devo ter feito uma cara de louca muito grande, porque a menina se sensibilizou e fez tudo assim mesmo, deu entrada nos exames e me pediu para levar um pedido novo até às 22h de hoje!!! Lá vai santo Célio passar na pediatra de novo…

Bom, o Gui continua fazendo o maior show de horror para tirar sangue, vem sempre duas enfermeiras, além da mãe aqui que segura pernas e braços com uma capacidade enorme de não deixar um roxo sequer, e ainda ganho beijo no final!!! rsrsrs

O pior: um dos exames deveria ser feito 2h após o café da manhã (pós prandial) e não deixaram de jeito nenhum a veia já ficar puncionada, apenas para tirar o sangue de novo….tivemos que furar o outro braço, mas o Gui, como vocês já conhecem, ajudou bastante dessa vez: estendeu o braço para as moças e deixou que o segurassem. Chorou muito, mas não tentou sair correndo dando socos no ar…rsrs. Ponto para ele!

Bom, com isso, os horários das alimentações mudaram um pouco: café às 8:40h (110 mg/dl) e yogurt às 11h. Vim para o trabalho e deixei minha mãe lá com ele. Uma hora depois ela me liga pra dizer que, depois da terceira tentativa de medir o dedinho, a glicemia estava em 189. Eles deram umas duas voltas na quadra lá embaixo, mas ele cansou e não quis mais…Resultado: voltei para almoçar em casa! Cheguei e resolvi medir de novo: 156!!! Lógico que minha mãe não mediu de novo depois de correr, mas prometeu que depois de hoje vai se esforçar para aprender a aplicar a canetinha. Infelizmente, por mais que eu ache que ela não precisa passar por isso porque odeia sangue e agulha, é para o bem da saúde do neto, não tem mais como ele ficar com alguém que não saiba fazer tudo que ele precisa. Nos abraçamos todos e pronto!

Lógico que ele ficou feliz em me ver de novo, ainda mais o levando na escola!

Mais tarde conto o resto do dia….

Força, beijos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *