Bomba de Insulina

O primeiro almoço sozinho!!

Parece besteira, mas desde a descoberta da diabetes, deixar o Gui sozinho na casa de amigos, perto das refeições, nunca rolou. O máximo que fazia era deixá-lo depois do almoço, até o lanche, já que não aplicávamos insulina nos lanches.

Tirando a familia, nunca pedi para nenhuma outra pessoa fazer aplicação de insulina nele… sei lá, podia ter ensinado, mas acho que a insegurança era maior…. ah ok, na escola uma vez, para que ele pudesse ir em um passeio de dia todo.

Na semana passada tive um dia de correria aqui, e meus pais tinham que sair na hora do almoço, ou seja, precisei me virar. O Gui tem um amigo da escola, desde os 3 anos, o Felippo, filho de uma amiga querida que sempre esteve muito próxima da gente. As tardes “livres” dele eram na casa dela. Pedi para ele almoçar na casa dela, e ir para a escola com os meninos, e ela topou na hora! Só me pediu para fazer um roteiro do que precisava saber. E foi o mais fácil de tudo, porque agora um adulto só precisa confirmar se ele aperta tudo certinho e se coloca a quantidade certa de carboidratos, porque está se virando sozinho! E está adorando.

Vou pedir para ela escrever como foi e conto aqui depois.

Estamos na terceira semana do teste da bomba, e o pensamento continua o mesmo: porque não fizemos isso antes?!?!
Estamos mais leves, fazendo menos contas… nossa como isso faz diferença!

Ah, e sobre a dúvida: a bomba não atrapalha o sono?!?! Ele parece incomodado?? 🙂

Sono profundo!
Sono profundo!

 

 

Vamos indo, com força, sempre!!!
bjos

 

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *