Aniversário, Hospital, Superação

3 anos de diabetes e uma virose!

Há 3 anos atrás, esta hora (18h), eu estava recebendo a ligação do Delboni, para avisar que os exames feitos pela manhã tinham confirmado a suspeita e ele tinha diabetes tipo 1.

Eu estava na agência onde trabalhava e lembro de ter ficado em choque, pois já tinha passado o dia pesquisando os tipos de diabetes, e já sabia que a tipo 1 me faria aplicar insulina nele todos os dias.
Para quem nunca tinha lido nada a respeito, é um momento muito dolorido. Eu só pensava que não conseguiria usar seringa nele…. Hoje, depois de 3 anos, a diabetes faz parte das nossas vidas como escovar os dentes, tomar banho, fazer lição… Sim, espeta; sim, fica roxo às vezes; sim, tem dia que não quero fazer conta; sim, tem dia que ele quer comer o dia todo sem ter que medir o dedo… mas é isso. Virou realidade e não tem como mudar.

Então não, ele não é coitadinho; não, ele não passa vontade de comer doce… E ele faz mal criação e leva bronca como toda criança. Acho que às vezes eu até brigo mais, por medo dele ficar sempre protegido pela bolha de “filho de pais separados e diabetico” que temos a tendência de colocá-lo.

Estamos bem, números se ajeitando ainda com as mudanças..

E hoje, para comemorar o aniversário, ele acordou vomitando horrores e fomos parar no pronto-socorro… fica fraco muito rápido, não arrisco. Virose básica. Só fiz a Levemir (basal) e nao apliquei Novorapid o dia todo. Até porque, a primeira refeiçao dele foi agora a pouco, um pouco de arroz, batata cozida e frango. Uma das muitas vantagens de se morar no prédio dos pais: enquanto estávamos no PS, minha mãe já estava cozinhando para ele. Amo.

Água de coco e Gatorade desde às 14h. Está hidratado, e estou fazendo dextro a cada 2h para acompanhar. Não passou mais mal.

E vamos indo, corrigindo um dia ruim no dia seguinte, comemorando dias bons e pronto.

Tomando soro....
19/02/2013 – Virose
Fevereiro/2010
Primeiro dextro sem choro, no hospital: fev/2010

Para não perder o hábito, fotos do Gui aos 3 anos, em homenagem ao dia!

O mais importante desse tempo todo, foi conhecer pessoas que se importam em dividir experiências, em ouvir desabafos, em ajudar sem pedir nada em troca.. e outras que enviam mensagens aqui no blog, que eu confesso não estar mais tão atualizado, só pra dizer que depois de ler nossa história ficaram menos apavoradas… isso não tem preço, mesmo!

Obrigada pelo apoio e pela torcida de sempre.
Força sempre!!

One Comment

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *