Emocional, Escola

Lidando com provocações….

Eu lembro bem da sensação ruim que sentia cada vez que me chamavam de girafa na escola, ou de Olivia Palito, principalmente se era da turma do menino que eu gostava (sempre era)…. crianças sempre foram cruéis com apelidos, provocações, não é de hoje… Sobrevivi, feliz, e hoje sou eu quem faz piada dos meus 8km de pescoço. E ser magra hoje está longe de ser um problema.
Continue Reading

Emocional, Exames, Superação

Em grande parte do tempo, eu não sofro pela diabetes dele…. a gente acostuma e ok. Só que tem dia, que eu ainda choro do nada… ontem foi assim. Ele dormiu no sofá enquanto víamos filme e fiquei fazendo carinho nele, até perceber um calombo na coxa, por conta das aplicações… fiquei com a mão ali, uns 10 minutos, chorando quieta…

Toda noite eu passo uma pomada no roxo do bumbum, quando eu lembro passo bepantol nos dedos, pois li em algum lugar que ajuda…. sei lá, tem dia que este assunto me consome…. ele definitivamente leva isso melhor do que eu.

O úlitmo exame de A1C foi de 7,9%… frustrante depois de um 6,9%, mas nas férias ele saiu um pouco da rotina… estou meio ruim de anotações, o tempo está curto com tanta coisa ao mesmo tempo, e anotar em tabela é a última coisa que fazemos, mas preciso voltar na pediatra e já to vendo o sermão… sem anotação, não dá para saber o que melhorar, certo?

Cansada. Só isso. Ser forte o tempo todo cansa.
Acho que passa logo mais.

Sorry pelo desabafo…
bjos e que a força volte com tudo.

Dia a Dia, Emocional, Hiperglicemia, Superação, Vitórias

Já devem ter notado o quanto o emocional afeta na glicemia do diabético e não apenas a quantidade de carboidrato/açúcar ingerido….

Este mês tivemos um evento chato com o nosso cachorro, de 6 meses, o xodó de todos aqui em casa. É um Golden lindo, mas muito safado que come tudo que vê pela frente… na maioria das vezes os próprios brinquedos dele, e foi numa dessas que precisou de uma cirurgia emergencial para tirar tranqueira da barriga… já está tudo bem, mas foram 15 dias chatos.

No dia que fui contar ao Gui que o Thor teria que ser operado, ele estava na natação, e quem iria buscá-lo seria meu pai, mas fui me encontrar com ele… Lembro de ter dito que ele não estava bem, mas que seria operado para melhorar… Ficou sério… perguntando se iam cortar a barriga dele…. sim. “E você veio aqui só pra me falar pessoalmente?? Sim…. “porque não temos segredo, né mãe?. Isso filho… achei engraçado o jeito dele falar, mas vi que ficou preocupado. “Ele vai ficar igualzinho ao que sempre foi, mãe?”. Vai sim, filho, prometo. Só nao contava que a veterinaria nos daria 50% de chance de sucesso, por ser uma operação de risco… horrivel. Só pensava na promessa que tinha feito, de que tudo ficaria como antes….

Bom, no mesmo dia ele foi operado, e meu pai foi me dando status da glicemia por sms… todas altas, mesmo comendo normalmente, e aplicando as insulinas de sempre… e passou assim o dia todo. No dia seguinte, fomos na clinica para ver como ele estava, Gui junto…. tudo indo bem, e os numeros voltaram ao normal. Ele ficou mais tranquilo…. Incrivel o poder que o emocional tem no nosso organismo…. alem de insulina, mediçoes e controle de alimentação, tem que ter paz, alegria, bom humor, felicidade, segurança e muito amor!!! Acho que todo mundo, ne? Viu, diabéticos são NORMAIS!!!

Um agradecimento mais do que especial para a “tia Re”, um anjo da guarda que cuidou para que tudo desse certo!!!

Fiz um video com fotos dos dois…. mostrei hoje e ele ficou emocionado, rindo com a letra, quando eu disse que era o Thor cantando para ele.. rsrsrs

 

 

Agora já está tudo 100%, fora de risco. E a casa voltando ao normal, com correria e futebol com o cachorro no meio da sala… 🙂

Bjos em todos, força!

Alegrias, Emocional, Escola, Exames, Saúde, Superação, Vitórias

Tem hora que cansa, que dá vontade de pular medição, de liberar a comida o dia todo…… mas você volta pro mundo real e faz o que precisa ser feito para que seu filho possa ter a vida mais normal do mundo, apenas controlando o dia a dia…..

E quando você entra na internet para pegar os resultados dos exames e vê que está tudo normal, mesmo que o resultado mais importante esteja na última página…. o coração fica feliz, e você tem certeza que apesar do sacrifício que fazemos muitas vezes, saber que ele está com a diabetes controlada VALE TUDO!!!!!

A1C = 6,9% !!!!!!! Já estávamos felizes com o 7,2% da última vez… agora é manter!

Hoje ele teve a primeira prova da vida! Até semana passada nem sabia o que era: “são exercícios que você tem que resolver sem olhar em lugar nenhum…”, eu disse. Ah tá…. Fiz um “simulado” com ele hoje, usando exercícios de livrinhos de atividade, achou legal, mas quando acabou estava com 240mg/dl! Disse que ficou nervoso!
Já comecei a relaxar o bichinho, porque se na primeira ficou assim, socorro! Ligou agora depois da aula e disse que foi fácil, mas que ficou nervoso do mesmo jeito… rsrsrs

Vocês também notam diferença de glicemia em dia de prova??

Obrigada pela torcida, estamos sentindo por aqui!
Bjos, força pra sempre!!!

 

Emocional, Exames

Não adianta…. não importa o quanto a gente saiba que está fazendo o melhor, quando vem um resultado ruim da hemoglobina glicosilada, nada disso importa, pelo menos não nos primeiros dias que pegamos o resultado: 8,2%….

Depois de um 7,3% em fevereiro, voltamos ao resultado de novembro/10… Não conseguimos fazer em maio pq o Gui emendou uma gripe atrás da outra e esperamos melhorar… acho que quando passa mais do que 3 meses, também é ruim.

Hoje a dona diabetes faz 1 ano e 4 meses com a gente, e o Gui já está medindo o dedo sozinho, só vem me falar o numero. Já coloca minha mão no lugar certo da coxa, quando vou fazer insulina, “pq assim não dói mãe…”.

Não estou muito inspirada para escrever hoje, fiquei triste, com raiva, frustrada. Vai passar, amanhã passa. Não adianta, vamos rever o que estava errado e corrigir. Eu falo isso toda vez, nosso problema continua sendo o medo em aplicar a insulina rápida antes da escola, e dar hipo no meio da tarde…. mas sei lá…. depois eu atualizo a tabela dele e posto aqui.

Por hoje, é só…. força… bjos

Alimentação, Dia a Dia, Emocional

Essa semana está sendo um turbilhão de emoções, vamos por partes….

1) Ontem descobri que ele está sem NPH há pelo menos uma semana. O diacho da caneta não estava funcionando direito, nao estava empurrando a ampola pra frente, e nao estava saindo nada!!!! Ele toma 4Un de manhã e 1un antes de dormir. Estava com números esquisitos, acordando com a glicemia mais alta, mas a novorapid acabou ajudando a segurar… nao passou de 250mg/dl nenhuma vez! Ontem de manhã achei que tinha girado muito rapido e percebi. Coisa de louco! A caneta tem garantia, vou atrás do fabricante, mas acabamos comprando outra. Ontem mesmo já voltou ao normal…Incrível isso acontecer na semana que faremos os exames, né?? Saco, vai ferrar tudo!

2) Ontem a moça que trabalha em casa me liga no meio da tarde, pra dizer que foi arrumar o quarto dele e achou uma barra de chocolate aberta no chão, atrás de um móvel… socorro, ele tá comendo escondido?!?!?! Eu NUNCA deixei de dar biscoito, chocolate, sorvete, nada!! Como ele foi dormir no pai ontem, a conversa ficou para hoje….

EU: Gui, lembra que eu já te falei mil vezes, que mesmo com diabetes, você vai continuar comendo tudo que gosta, é só a gente medir, usar insulina e controlar direitinho?!
GUI: lembro….
EU: entao por que você comeu chocolate escondido?!
GUI: nao comi não….
EU: vou perguntar de novo, daí vc pensa um pouquinho e me responde, ok? Por que vc comeu escondido?
GUI: nao sei… deu vontade…..
EU: vamos combinar que sempre que você quiser comer alguma coisa, você avisa, assim a gente controla e você não precisa mentir, porque desse jeito não vamos saber como vc está de verdade…. pode ser?
GUI: tá bom….. mas eu gostei de comer escondido….nao sei por quê….
EU: (pensei: to ferrada!!!) É , pode parecer legal, mas mentir sobre comida pode fazer mal algum dia, então vamos manter nosso combinado e não ter segredos sobre isso?!
GUI: tá bom mãe….. posso falar uma coisa?! eu te adoro! Ah, e como vc descobriu?!
EU: Achei no seu quarto.

É….. nao parece que será facil….

3) Cuidado com o que se fala na frente dos filhos. Meu pai acabou de mandar por msn uma conversa entre os dois. Sem palavras…

” A última do nosso heroi. Vovô quando o Palmeiras joga? eu: no domindo. ele: Ah, domingo eu vou estar com meu pai; Ah não, no domingo ele me devolve; eu: devolve não, né Gui; ele te traz de volta.
Ele: devolve sim, vovô, eu sou igual filme de locadora. qdo pega tem que devolver.
Pode?”

Sensação horrivel de fazer tudo errado….

Vamos indo, com força! bjos

Emocional

Essa semana eu parei pra pensar em até quanto o que ensinamos para nossos filhos quando crianças, é levado em consideração quando eles crescem… profundo, né? Pois é…. já explico o motivo.
Claro que isso não é preocupação exclusiva de “mães doces”, mas como é o meu caso….

Na agência onde trabalho descobri um colega diabético tipo 1 desde os 12… tem 20 e poucos hoje. Descobri por acaso, quando falamos de tomar choque em tomada, e ele comentou que está acostumado porque de tanto furar o dedo, toma choque sempre! Depois de alguns almoços, perguntei sobre rotina, se ele media o dedo no restaurante ou antes de sair da agencia, mas daí me contou que é um péssimo exemplo porque só mede de manhã e à noite. Aplica as insulinas diariamente, até na volta do almoço…. mas que controla menos do que deveria. Quando era criança fazia tudo certinho, mas depois dos 18 relaxou…tem o metabolismo acelerado, então a tendencia é sempre ter números mais baixos, faz esportes….

Não estou aqui julgando ninguém, cada um é responsável pela própria vida…. até brinquei dizendo que traria o Gui na agencia para dar um jeito nele, mas fiquei pensando se isso vai acontecer com o Gui também…. Será que quando eu não tiver mais “controle” sobre ele, vai se cuidar menos? Ou esses anos de diferença do diagnóstico da doença (de 5 para 12) serão suficientes para que ele absorva melhor essa rotina toda na vida adulta? Será que nada do que eu estou fazendo agora vai adiantar na adolescência?!

Sei lá, sentimento esquisito. Coincidencia, ou não, me peguei mais grudada no Gui esses dias, querendo ficar com ele no colo, como se isso fosse prolongar o tempo em que eu posso cuidar dele …. mas eu sei que ele está crescendo, que já quer ficar mais tempo jogando bola do que no meu colo, e eu amo essa nova fase também….não quero filho dependente de mim, juro…. ai que dificil!

É isso. essa semana estamos assim.

Força, bjos

Dia a Dia, Emocional

Às vezes parece que a diabetes está indo embora… ou sou eu que torço por isso sempre….

Passamos o final de semana com a Novorapid só de manhã, nenhum número acima de 80mg/dl que justificasse correção durante o dia, e eu arrisquei uma peripécia….sexta e sabado sem NPH antes de dormir, porque ele dormiu antes e eu já resolvi que não faço mais aplicação com ele dormindo. Ele assusta, se mexe, me fura, um horror…. E de manhã ele acordou na faixa de 80mg/dl…..

Sei que não é assim que funciona, pode ter sido uma soma de fatores, ter comido menos antes de dormir, ter dormido mais…..só que eu gostei de aplicar menos. Ele nem repara. De verdade, somos nós que sentimos mais essas mudanças e necessidades de mais aplicações. Na maioria das vezes eu não ligo mais, sei que estamos cuidando dele, mas em alguns dias assim, de TPM, por exemplo, sinto um aperto maior….coisa de mãe, deve ser… sei lá. Pouco objetiva hoje.

E ele continua assim, lindo como nunca!

Força, sempre.
BJos